segunda-feira, 21 de novembro de 2011

NICO E LAU NO MEGA SHOW DE NATAL - 2011

Nico e Lau foram uma das atrações do Natal da Família - 2011

A dupla fez a platéia dar boas gargalhadas com as suas performances.

O lançamento da campanha Natal da Família, na Praça das Bandeiras em Cuiabá, ocorreu no dia 20/11. Acompanhado da primeira-dama e secretária de Trabalho e Assistência Social, Roseli Barbosa, e do  governador Silval Barbosa que agradeceu a todos os que ali estavam presentes e que contribuíram para a grande campanha.
O evento de lançamento do Natal da Família contou com mais de 20 atrações musicais nacionais e regionais. A entrada do evento correspondia à doação de 2 kg de alimentos.
Este ano a campanha para arrecadação de alimentos é voltada para famílias que estão abaixo da linha de pobreza ou em condições de vulnerabilidade nos 141 municípios mato-grossenses, incluindo comunidades indígenas, quilombolas e ribeirinhas.

Lau de Negro Gato, arranca gargalhada e gritos da galera.

Foto:Guilherme Filho/Secom

Milhares de pessoas foram ao evento, com mais de 20 atrações.

sábado, 19 de novembro de 2011

NICO E LAU GRAVAM SEU 5º CD

J. Astrevo, Thomas (músico), Rominho (baterista) e Alcemar
(técnico de gravação e produtor musical) repassando detalhes
do repertório musical.

Alma de Gato faz participação especial na música "Feiticeira".
Ficou show de bola, eles são craques.

video

Bastidores da gravação de "Feiticeira" Nico e Lau com Alma de Gato, show!!


J. Astrevo, Alma de Gato e Lioniê Vitório (Estúdio Fábrika do
Som) - Várzea Grande/MT

Lioniê Vitório e J. Astrevo (Nico e Lau) estão gravando desde o final de outubro de 2011, na FÁBRIKA DO SOM, um amplo estúdio projetado, assinado e desenvolvido pelo competente Carlos Duttweller,  incluindo desde a alvenaria até o tratamento acústico.
Além da Sala Vip o estúdio ainda possui mais 2 salas de gravações, todas com o mesmo formato de gravação, o que significa que uma gravação iniciada em uma sala poderá ser terminada em qualquer outra, toda digital, com utilização de DISIDESIGN PRO TOOLS HD 3 E MIX PLUS CONTROLE DIGIDESIGN C 24 monitores mix 5.1 JBL par de caixas Tannay.
Atuando no mercado desde 1995, sempre em busca da excelência de qualidade em equipamentos e corpo técnico. Com mais de 15 anos de tradição, o estúdio FABRIKA DO SOM sempre se destacou como um dos melhores estúdios profissionais de áudio, recebendo artistas de variados gêneros. Agora foi a vez de receber a dupla de humorista de maior sucesso do estado, que esta gravando 11 músicas com um repertório eclético que vai do rasqueado, passando pelo lambadão, rock, rap, sertanejo,  indo até o siriri, sempre utilizando uma linguagem ousada e bem humorada. "O CD vem para preencher um espaço de 05 anos sem lançamento musical, nesse intervalo nós dedicamos aos DVDs, agora vamos apresentar várias músicas que irá comemorar nossos 17 anos de dupla", completa Nico. O mesmo deverá ser lançado oficialmente em abril quando Nico e Lau irá completar mais um aniversário.
No estúdio FÁBRIKA DO SOM todas as vertentes culturais e folclóricas da região tiveram os seus espaços, fixando na história registros, de praticamente todos os estilos musicais durante esses anos. Em busca de novas tecnologias, o estúdio FÁBRIKA DO SOM procura estar atenta às exigências dos clientes, utilizando de todos os formatos de gravação, acompanhando o desenvolvimento do mercado. Hoje se tornou ponto de encontro para músicos, produtores e artistas.


Sala de voz e instrumentos.

J. Astrevo (Lau) repassando o repertório com Alcemar
(produtor musical).

Lioniê Vitório (Nico) colocando voz no novo CD da dupla.
video

 Lau canta roque pesado "eu como pequi com arroz e rou bocaiúva..." kkk


J. Astrevo (Lau) o compositor e a primeira voz do CD.
Gravação do Coral Infantil Flauta Mágica - Cuiabá/MT

Participação do Coral Infantil Flauta Mágica - Cuiabá/MT
na música "Mangas e Cajús" de J. Astrevo.

Estúdio de gravação - Sala Vip (Fábrika do Som)
Várzea Grande/2011


quinta-feira, 17 de novembro de 2011

NICO E LAU NA "CITYLÂNDIA" 2011


Nico e Dino Gueno (Gerente de Marketing City Lar)
Diversas crianças foram assistir ao show da dupla.


Mais de 8 mil pessoas participaram do lançamento da decoração de Natal do grupo City Lar, na loja Planeta, no sábado (12/11). A unidade foi transformada na Citylândia, a "cidade encantada do Natal", e uma cidade cenográfica cobriu toda a fachada, que recebeu moderna iluminação de LED, casas, árvores, personagens de Natal e até uma estação de trem. O investimento somou R$ 1,5 milhão e gera 60 empregos temporários.  Quem fez o show de abertura foi a dupla Nico e Lau, ballet Caroline e show da Galinha Pintadinha (tour original).


A família cuiabana e varzea-grandense se divertiram com as
perforamances do "Lau Magal".

A "Citylândia" ficou lotada, mais de 8.000 pessoas.



Assista ao VT de chamada para a grande inauguração da Citylândia - 2011

Preto no Branco - Mix / Cuiabá-MT.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

NICO E LAU - 15 ANOS DO DIÁRIO DA SERRA

Nico e Lau, sobem ao palco mais uma vez em Tangará da Serra/MT

Edição do Jornal Diário da Serra - Tangará da Serra/2011


O público lotou o Centro Cultural de Tangará da Serra,
em comemoração aos 15 anos do Diário da Serra.

Nico e Lau arrancam aplausos e gargalhadas do público tangaraense.

     Sempre que vem a Tangará da Serra a dupla de humoristas cuiabanos, Lioniê Vitório e Justino Astrevo, são sucesso de público e animação. Mais de 300 pessoas assistiram ao empolgante show “Bico Calado”, que já foi apresentado na cidade em 2008 e que agora volta mudado, com rico repertório musical e mais afinação de Nico e Lau.
O show marca o aniversário de 15 anos do Diário da Serra, comemorado no último dia 11. Os humoristas possuem uma relação antiga com o DS, desde 2001, quando eles se apresentaram pela primeira vez na cidade. Na época o Diário da Serra completava cinco anos e eles estavam há seis anos com os pés na estrada.
“Na verdade, o Diário da Serra e Nico e Lau são contemporâneos. Nascemos praticamente juntos e o primeiro show nosso aqui também foi por intermédio do Mano [Reski]”, destacou Lioniê Vitório, o Nico. Segundo ele, essa relação vai mais além, já que ambos, o DS e os humoristas, possuem propósitos semelhantes, que é levar alegria, informação e temas atuais aos seus respectivos públicos.
No mesmo sentido, Justino Astrevo, o Lau, enfatiza o compromisso social deles e do Diário da Serra. “É muito importante que todo o veículo de comunicação tenha esse pensamento, de representar a sociedade onde está inserido, e é isso que o Diário faz, sendo referência para Mato Grosso. Nós como humoristas também procuramos nos nossos textos, além de divertir, tratar de questões sociais”, relatou.
Sobre Tangará da Serra, os dois explicaram que possuem um carinho muito grande pela cidade. “Tangará é uma das cidades mais importantes de Mato Grosso, com uma cultura forte e diversificada, com belezas naturais. Sempre viemos aqui é com casa cheia, sempre com o teatro lotado, o que nos faz gostar ainda mais de vir aqui”, disse Lau.
Para ele, apesar dos problemas políticos que Tangará da Serra, bem como tantas outras cidades mato-grossenses, enfrentam e estão enfrentando, a população continua com o mesmo carisma e hospitalidade. “É impressionante como que o povo tem essa capacidade de superação. Apesar de tudo, a cidade continua e quem faz Tangará é a população”, finalizou.

ALEXANDRE ROLIM / Redação DS - 14/11/2011 - Tangará da Serra/MT




Nico e Lau - Show Bico Calado - 2011


Centenas de pessoas curtiram o show "Bico Calado - Mix"


Mano Resk (Proprietário do Diário da Serra), recebendo o
livro "Humor do Mato" de Nico e Lau.



quarta-feira, 9 de novembro de 2011

NICO E LAU EM MIMOSO PANTANAL - SANTO ANTÔNIO DE LEVERGER/MT

Centenas de pessoas curtiram pela segunda vez o show de
Nico e Lau em Mimoso.




A  família mimoseana se divertiu com as performances da
dupla, que à 08 anos não realizava show no Distrito.

Lau, Alessandra Oliveira, Ver. Dito Lucas (organizadores da festa)
 e Nico - Mimoso/2011.

Lau, Glorinha Garcia (ex-Prefeita) e Nico.
Santo Antônio de Leverger - Mimoso/2011.


O show foi emocionante para Nico (Lioniê Vitório), que reencontrou
amigos  e parentes na plateia.
 Oscemário Daltro (Sec. Adjunto de Cultura/MT), prestigiando o
 show em pleno pantanal mato-grossense.

Lau e Leícy Vitório esposa do Nico.

Lau, Prof. Caetano, Carlinhos Neves,  Ver. Dito Lucas e Nico,
recebendo o livro da dupla "Humor do Mato".

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

NICO E LAU - UMA AULA BEM HUMORADA

J. Astrevo e Lioniê em palestra com os alunos do IPES
Tangará da Serra/MT

Quem disse que aula produz-se somente em sala? No domingo, 25/03, a turma do terceiro ano B do Ensino Médio do I.P.E.S. de Tangará da Serra/MT, comprovou que em todos os lugares aprendemos. No Centro Cultural da cidade puderam observar de maneira humorada o rico contraste entre a variante linguística culta e a variante geográfica, representada pelo dialeto cuiabano. Os responsáveis por esse encontro foram Lioniê Vitório e J. Astrevo vulgos Nico e Lau, respectivamente. Pela manhã do dia vinte e cinco de março, os pré-vestibulandos do I.P.E.S em entrevista com os atores observaram que na Língua Portuguesa não há hegemonia no “falar” mas que existem diferentes modos de se fazer o uso da língua na fala. A variante geográfica, pronúncia característica que varia de região para região, é usada pelos personagens Nico e Lau para expressar o humor, já que a sonoridade do dialeto cuiabano faz com que certas palavras como peixe de articulação fricativa [petche] e jeito [djeito] provoquem risos ao serem ouvidas. J. Astrevo (Lau) como ex-professor de Língua Portuguesa da Universidade Federal de Mato Grosso, revela nessa entrevista que seria ignorante de sua parte admitir a existência do “falar errado”, ele ressalta o valor do uso da variante oriunda da gramática normativa, entretanto, reconhece as diversas variações existentes em nossa língua. Nico e Lau “desmentem” a ideia de que os cuiabanos, caricaturados por eles são ignorantes ou preguiçosos, mas apenas arquétipos criados intencionalmente para mostrar à população o valor do povo e da cultura cuiabana, que por não ser conhecida a fundo, é alvo de preconceito, seja este social, cultural ou linguístico. A dupla ainda ressaltou que os episódios interpretados por eles em “Minuto de Humor/Papo Cabeça” estão tendo surpreendente repercussão no quesito informação, pois Nico representa cerca de oitenta por cento da população menos informada do país e Lau a conscientização da existência de epidemias, doenças, prevenções etc. Esse quadro, segundo a dupla, está ajudando a diminuir em porcentagens consideráveis os casos de dengue nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, onde as peripécias são exibidas. Essa entrevista, ou melhor, esta conversa descontraída fez com que nossos pré-vestibulandos enriquecessem seus conhecimentos através da verdadeira aula dada por J. Astrevo e Lioniê Vitório e ainda destruiu o “pré-conceito” gerado pela equivocada associação pessoa-personagem. E com o intuito de ratificar nosso maior objetivo, o de mostrar aos alunos que não há na fala o certo ou errado, e sim, o “falar diferente”, usaremos uma fala de Roman Jakobson “Em matéria de língua não há propriedade privada, tudo está socializado”.

28/03/2007 - Profª Gisele de Assis Rossi